© 2016 por Felipe Sáles

 

"A realidade é dura, mas ainda é o único lugar onde se pode comer um bom bife"

1 Aug 2019

Marquinho ainda frequentava a Escola de Jóqueis do Rio de Janeiro quando competiu pela primeira vez no Grande Clássico Mário Jorge de Carvalho, uma das mais tradicionais provas do turfe carioca. Mas a fama veio muito antes de ser dada a largada. Naquele início dos anos 90, com recém-completados 19 anos, ele já era anunciado pelo Jornal do Brasil como “a novidade dos matinais”, dono de um “arremate espetacular” e com “tempos incomuns”. Após 40 vitórias no hipódromo de Campos – fora outras dezenas clandestinas na praia do Farol d...

26 Sep 2017

Sábado foi dia de maldade. Dia de o Goytacaz marcar aos 44 minutos do segundo tempo contra o arquirrival Americano, garantindo o retorno à elite do Carioca após 25 anos. Amanhã o clube ainda disputa a primeira partida da final da Segundona contra o América, mas difícil é conter a euforia de uma torcida que ajudou até a pagar o salário dos jogadores 13 dias antes do histórico confronto.

O churrasco beneficente na sede do clube, ao custo de R$ 20, deu direito não apenas a uma porção de carne com molho e farofa. Com os R$ 9.195,00...

1 Aug 2017

É verdade que os negócios já não iam bem, mas Romualdo tinha questões mais azucrinantes – como aguentar as intempéries de Ricardo, seu irmão gêmeo com quem havia tempo evitava contato. E fazia de tudo para manter assim, embora não conseguisse. Topava com os destinos dele ao ser confundido nas esquinas, como no dia em que varria a calçada de sua floricultura e um homem montanhoso chegou por trás, ciscou sua bunda e sussurrou:

– Saudade, docinho.

Virou piada entre os vizinhos de comércio da Rua das Noivas, que fizeram questão de ex...

18 Jul 2017

Escorado sobre o balcão da portaria do edifício, Maneco Lisberto vigiava os ponteiros do relógio quando ouviu um grito; e uma trovoada de móveis, e um alarido de vidraças até uma voz se rasgar por socorro. O porteiro pensou logo em ladrão, mas no caminho já imaginava o que o aguardava.

– Calma, dona, tá tudo bem. É só um bichinho…

– Bichinho?! Isso aí é um monstro nojento! Toda primavera é essa invasão insuportável!

– Que nojento, dona. Sabe alcaparra? Se você refogar as cigarras na farinha, diz…

A moça regurgitou antes de despacha...

11 Jul 2017

Quando descobriu a chegada do novo mundo, Jacobson vigiava passarinhos na esquina da quermesse de Tonico em Tuparetama, nos confins de Pernambuco. Não por lirismo ou vadiagem, mas por sede e medo. Os arremates do Carcará indicavam dias de chuva, ensinavam os antigos, mas era preciso estar atento ao canto enlarguecido anunciando mau agouro. Numa dessas, o bicho assanhou-se nos fundos da venda e atraiu a atenção de Jacobson para um cartaz da ESOL Engenharia, que convocava mão de obra para a construção da nova capital do Brasil. “...

19 Jun 2017

O primeiro encontro foi num batizado na Paróquia Militar Oratório do Soldado, ali mesmo no Setor Militar Urbano de Brasília. Marcela usava um vestido de recatado, mas era tão impossível esconder tamanhos atributos que, ao deixar a igreja, até o recém-nascido pareceu esbugalhar os olhos. Nem a patente do marido, o general de brigada Michel Almeida de Mello, era capaz de reprimir a lascívia alheia – muito menos a do soldado Nestor Souza, que fazia guarda por lá e só não levou uma advertência porque, num momento como aquele, ningu...

13 Jun 2017

Até aquele dia, ele ainda se chamava Hans Bernstein, era um estudante de Línguas obcecado por futebol e reconhecia-se com 25 anos, todos vividos em Ludwigshafen, cidadela alemã próxima à fronteira belga. Nada disso importaria mais após uma infortunada caminhada pelo Parque da Cidade, em Brasília, horas antes da semi-final entre Brasil e Alemanha pela Copa do Mundo de 2014.

Bernstein fez de tudo para estar ali. De dia era babá de cachorros; depois, varava madrugadas dando aulas online de alemão, inglês e francês – especialmente a...

5 Apr 2017

Não sei em qual ocasião Zico deu mais sorte na vida. Se ao contrair a doença do carrapato após ser devolvido da adoção, ou se na vez em que fugiu do nosso convívio e perdeu um dos olhos.

Era uma tarde de quinta-feira quando fomos à Associação de Bichos Abandonados, no Farol de São Thomé, onde moramos. Maria, sob a autoridade de seus nove anos, não parava de mastigar os próprios pensamentos: por que foram abandonados?, qual raça?, qual cor?, qual nome?, quando, como, por que meu Deus do céu, ela pergunta tudo.

– Eu também nunca fi...

5 Sep 2016

Em trinta e tantos anos de vida, já fui ao hospital como quem vai às goiabas. Nunca por nada realmente grave, afinal, este texto não foi psicografado. Mas guardo uma coleção de ossos remendados, hérnia estourada, pneumonia rasgada e até farpa no olho. Ainda assim, nenhuma desgraça foi tão traumática quanto os encontros no elevador do hospital.

Na primeira vez, eu era garoto e tentava visitar um parente, mas fui barrado pelos pequenos poderes de um segurança. Sem disfarçar o prazer, ele apontou o dedo para a placa na qual se lia...

23 Aug 2016

Quando a nave Apolo 11 estacionou na Lua, em 20 de julho de 1969, Neil Armstrong se tornou o mais famoso dos 12 tripulantes apenas porque precedeu o rolezinho da turma. Já o piloto-chefe da missão, Edwin “Buzz” Aldrin, marcou seu pioneirismo de outra forma: foi o primeiro homem a urinar na Lua. Era o animal demarcando território numa terra sem lei.

O grande salto da humanidade veio cheio de frases de efeito, mas, poeticamente falando, nada foi capaz de superar o ato de Buzz. Como é típico dos norte-americanos, fincaram bandeiras...

Please reload

Jornalista formado em 2004, foi repórter em O Globo, Extra e Jornal do Brasil. Correspondente internacional freelancer, escreveu para os veículos BBC Brasil, El País, Piauí, Trip, entre outros. Desde 2018 é editor-chefe do RJ 2 da Inter TV, afiliada Rede Globo em Campos dos Goytacazes, RJ.

Mais lidos
Please reload

Categorias
Please reload

Arquivo
Please reload

Procure no blog
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Social Icon